quarta-feira, 14 de março de 2018

MORRE AOS 76 ANOS STEPHEN HAWKING, UMA DAS MAIORES MENTES DO SÉCULO


Morreu nesta terça-feira (13) o físico e professor Stephen Hawking, autor de 14 livros e o primeiro “popstar” mundial da Ciência. Hawking foi uma das maiores mentes dos séculos XX e XXI e mudou a forma como a humanidade enxerga o Universo. Sua família confirmou a informação na madrugada desta quarta-feira (14).
Além de físico, doutor em cosmologia e diretor do Departamento de Matemática Aplicada e Física Teórica da Universidade de Cambridge, Hawking foi por 30 anos professor lucasiano emérito de matemática da Universidade, cargo ocupado por Isaac Newton, Edward Waring, Charles Babbage, George Gabriel Stokes e Paul Dirac. A cosmologia é o ramo da astronomia que estuda a origem, composição e evolução do Universo através da aplicação de métodos científicos.
Durante décadas batalhou uma forma rara de ELA (esclerose multipla amiotrófica), que se manifesta desde cedo e progressivamente se agrava durante toda a vida. Tinha que se movimentar com o auxílio de uma cadeira de rodas elétrica e se comunicava através de um computador, mas nunca deixou de trabalhar. Além dos diversos livros, 15 medalhas e prêmios, Hawking teve três filhos e diversos netos. Nunca ganhou o prêmio Nobel, apesar de sua última publicação estar entre uma das principais descobertas dos últimos dois anos.
O cientista teorizou – e com sua última publicação científica tentou comprovar – a existência de radiação em torno dos buracos negros, demonstrando que cada um deles deixa rastros e é único. A radiação, batizada de “Hawking radiations”, é o primeiro indício de algo que não é absorvido por buracos negros, e permanece identificável por equipamentos humanos.
Seu livro Uma Breve História do Tempo permaneceu na lista dos mais vendidos do jornal inglês Sunday Times por 237 semanas seguidas. Ele apareceu em diversos seriados na TV, filmes e documentários, incluindo a famosa The Big Bang Theory, além de ser o foco da história do filme "A teoria de tudo", de 2014, que conta a história de Stephen Hawking a sua primeira esposa Jane, com quem viveu 30 anos e teve três filhos. Ele tinha 76 anos.

Nenhum comentário: