OBRAS MAIS ASFALTO

OBRAS MAIS ASFALTO

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

PSB aprova expulsão de Roberto Rocha do partido



O Partido Socialista Brasileiro no Maranhão (PSB/MA) realizou neste final de semana, sábado (09) e domingo (10), o Congresso Estadual da sigla na Assembleia Legislativa, em São Luís. O momento foi marcado por importantes decisões, a aclamação do prefeito de Timon, Luciano Leitoa, para a presidência do Diretório Estadual, e a expulsão do senador Roberto Rocha por descumprir o Estatuto e o Código de Ética e Fidelidade partidária. A sigla decidiu também pelo apoio reeleição do governador Flávio Dino (PCdoB).
O evento, marcado pelo espírito da democracia, fidelidade, socialismo e liberdade, reuniu lideranças, delegados e representantes dos segmentos sociais da sigla de todo o estado, além de nomes do Diretório Nacional, presidente Carlos Siqueira, da secretária de Mulheres, Dora Pires, do secretário de Movimento Sindical, Jailson Cardoso, e do governador Flávio Dino.
A leitura da militância é que o nome mais indicado para comandar a sigla no Estado do Maranhão é o prefeito Luciano Leitoa, pela excelente liderança que teve neste último mandato e pela trajetória de luta pauta no diálogo e lemas do partido. O presidente Nacional Carlos Siqueira já tem, inclusive, apoio declarado do Diretório Estadual do Maranhão para continuar comandando o partido no Brasil.
O PSB é um partido genuinamente nordestino, fundado por Miguel Arraes, posteriormente conduzido por Eduardo Campos.  “Carlos Siqueira, que com fé em Deus, haverá de continuar a frente da presidência do partido por manter os pensamentos, com os ideais que o PSB sempre teve desde as suas raízes”, declarou.
Leitoa falou também do fortalecimento da sigla em São Luís, no Maranhão e no Brasil e afirmou que mais importante do que deter mandatos é fortalecer o PSB. “E eu fico olhando como é que uma pessoa consegue fazer com que todos aqueles que o apoiaram, ficassem contra ele. É o mal de quem não tem votos e se elege enganchado no cangote de outro, mas, graças a Deus, o PSB é muito maior do que os mandatos, e muito maior do que um senador”, declarou ao lembrar que os mandatos passam e o que fica é o legado.
ROBERTO ROCHA FORA DO PSB
O pedido de expulsão do senador Roberto Rocha é de autoria do deputado estadual Bira do Pindaré, presidente do Diretório Municipal em São Luís, dirigido ao Congresso e representa um clamor da militância, que, durante o evento, debateu o assunto e defendeu a importância de se tomar providências. Segundo o documento, o senador não segue as orientações partidárias e traiu o projeto que o elegeu senador da república.
“O PSB acabou de decidir que vai apoiar a reeleição do governador Flávio Dino (PCdoB), enquanto isso, o senador adota uma postura de como ele se tivesse sido eleito pelo grupo Sarney, mas ele foi eleito por nós aqui. Sem o nosso apoio e sem o apoio do governador Flávio Dino ele nem mandato teria”, frisou o presidente do PSB/São Luís ao acrescentar que a postura assumida por Rocha expressa ingratidão e infidelidade, e faz dele indigno de um partido da envergadura do PSB.

Nenhum comentário: